Loading...

Powertrio
com Eduardo Raon e Joana Sá

Eduardo Raon · Harpa
Joana Sá · Piano
Luís José Martins · Guitarra Clássica

Sobre

POWERTRIO é um colectivo dedicado à criação/interpretação de música contemporânea e improvisação. Iniciou o seu trabalho em 2007 e é formado por três criadores/ intérpretes com formação clássica e experiências noutras àreas musicais e artísticas – Eduardo Raon (harpa e electronica), Joana Sá (piano e toypiano), Luís José Martins (guitarra clássica). Esta rara combinação instrumental permitiu criar uma sonoridade perfeitamente original, tirando partido da idiomática de cada instrument e das vastas possibilidades camarísticas deste ensemble. Consciente do legado da música erudita, o Powertrio recorre, utiliza e subverte as soluções e lógicas musicais contemporâneas, procurando integrar e questioner a utilização de recursoso transdisciplinares.

O nome POWERTRIO – designativo da formação rock (guitarra, baixo e bacteria) – invoca a atitude, energia e acção musical intuitiva caracterizantes desta linguagem. Num discurso em que se confrontam composição e gesto musical espontâneo, o Powertrio procura gerar em palco uma narrative de intensidade. O espectador é convidado a visitor lugares em que as dimensões se transfiguram e em que as noções de escala, espaço e tempo são manipuladas, sendo-lhe proposto um singular percurso sensorial. Para isso, o Powertrio aborda os instrumentos sem restrições, utilizando processamento electrónico e técnicas/soluções não convencionais.

Discografia

Di Lontan, 2015
Cleanfeed / Shhpuma
What We Think When We Walk And What We Walk While Thinking, 2008
Creative Sources
Four improvisations, 2007
CENTA

Vídeos

Imprensa

 

FLUR

"“Di Lontan” tal como é: um tratado sobre composição moderna, arriscada e experimental, erudita e descomplexada, arrojada e aventureira, deixando muita bagagem para trás e olhando apenas o que de novo há para fazer e descobrir.(…) Alguma da melhor música dos últimos tempos aparece aqui, executada com perfeição assustadora, e gravada com um primor que nem sempre escutamos nos discos. “Di Lontan” é um assombro – dentro e fora do género onde o queiram colocar."

4,5/5

Gonçalo frota
Ípsilon Público

"Ao terceiro álbum, Eduardo Raon, Luís José Martins e Joana Sá protagonizam uma extraordinária escalada na música portuguesa. Di Lontan é um testemunho espantoso de música em deslocação permanente, sem portos seguros."


 

Alberto Mourão
Jazz.pt

"Com as participações de Eduardo Raon (harpa e electronica), Joana Sá (piano e piano de brinquedo) e Luis José Martins (guitarra clássica), o que aqui vem tem óbvias relações com a música contemporânea, ainda que sob a égide da improvisação. (...) Uma optima surpresa."